Liberando emoções e sentimentos através da escrita expressiva

No artigo de hoje, caminharemos em um território comum e, ao mesmo tempo, complexo: a dificuldade que algumas pessoas encontram em expressar seus sentimentos. Todos nós, em algum momento, nos deparamos com emoções que nos parecem difíceis de colocar em palavras. À medida que avançamos, percebemos que cada indivíduo é único e carrega consigo um conjunto de experiências que moldam a maneira em como lidar com suas emoções. Ainda que as lutas possam se manifestar de maneira semelhante, suas causas frequentemente são distintas.

Se observarmos o que possivelmente está por traz dessa dificuldade, inevitavelmente encontraremos uma variedade de sentimentos e emoções, como vergonha, timidez, insegurança, medos, autocrítica, reserva entre tantas outras situações.

Muitas vezes, esses sentimentos têm suas raízes em experiências passadas que deixaram cicatrizes profundas, tornando desafiador para a pessoa externalizar suas emoções. Além disso, outro fator a ser considerado quando se trata dessa complexidade nas interações emocionais é a influência da educação que recebemos durante a infância seja em casa ou influências do meio externo. Se fomos ensinados a reprimir nossas emoções ou a sentir vergonha por expressá-las, isso pode impactar nossa autoconfiança e a habilidade de comunicação quando chegarmos à idade adulta.

Dentre os inúmeros casos que testemunhei, sempre há aqueles que se destacam.

Há alguns anos, uma pessoa me procurou para realizar a sua formação como terapeuta floral. Ela possuía uma personalidade notadamente retraída, mas algo especial nela me chamou a atenção. Eu tinha a firme convicção de que esse curso poderia fazer uma diferença significativa em sua vida. Assim que as inscrições foram abertas, ela se matriculou imediatamente, mesmo sendo uma pessoa naturalmente tímida e sabendo que o curso exigiria muita interação entre os alunos, ela se desafiou. No início, ela interagia de forma tímida com seus colegas de sala, mas sua mudança ia acontecendo a cada módulo. Ela não apenas concluiu com sucesso sua formação como terapeuta floral, mas também continuou a se aperfeiçoar por meio de outros cursos. Hoje, ela atua com maestria nessa área e até mesmo forma outros profissionais.

Esse exemplo destaca como a timidez, insegurança e vergonha podem, inicialmente, nos limitar e impedir que alcancemos nosso potencial pleno. No entanto, com determinação e a busca por crescimento pessoal, esses obstáculos podem ser superados, permitindo-nos florescer de maneira incrível e a minha jornada pessoal é um testemunho vivo dessa transformação.

Durante minha infância e adolescência, embora fosse extrovertida dentro do círculo familiar, enfrentei inseguranças em certas situações e ambientes sociais, o que dificultava expressar meus sentimentos. No entanto, a vida me ensinou a superar essas inseguranças e a encontrar a coragem para expressar meus sentimentos. Lembro do exato momento em que isso aconteceu: Foi quando percebi que o meu maior adversário era eu mesmaCompreendi que não deveria mais me esconder por trás de uma cortina de preocupações com a opinião dos outros, mas sim seguir meu propósito de vida. Hoje, estou aqui compartilhando com você todo o conhecimento que adquiri ao longo desses anos.

Assim como eu, que quase permiti que essas barreiras limitassem minha vida profissional e minhas relações interpessoais, você ou alguém próximo pode estar enfrentando desafios semelhantes. Quando reprimimos nossas emoções e sentimentos, eles podem buscar uma saída e muitas vezes se manifestam por exemplo em dores de garganta, diarreia, enjoos e outros sintomas que indicam uma desconexão entre corpo, mente, emoções e espírito.

Expressar sentimentos e emoções de maneira adequada não apenas nutre nossa saúde mental e emocional, como também reequilibra nossos centros energéticos, tudo está interligado. Quando falo sobre esses centros de energia, estou me referindo aos bloqueios que criamos quando não nos permitimos expressar pensamentos, sentimentos e emoções de forma autêntica.

Com frequência, nos deparamos com situações em queengolir sapos’ se torna uma prática comum, e o que pode parecer um incômodo insignificante no presente tem o potencial de se transformar em uma fonte significativa de desafios no futuro.

No universo das terapias integrativas complementares, encontramos diversas ferramentas que nos auxiliam na transformação de padrões e crenças limitantes. Essas abordagens terapêuticas oferecem recursos valiosos para superar obstáculos emocionais e promover um crescimento pessoal.

Sob a perspectiva da terapia Floral de Bach, uma pessoa que apresenta traços de personalidade Mimulus enfrenta dificuldades em expressar seus sentimentos de forma aberta e confiante. Nessa personalidade, o medo e a insegurança costumam ocupar espaço, inibindo sua coragem de se lançar na vida.

Quando trabalho com indivíduos que apresentam essas características, busco não apenas colaborar no equilíbrio de suas emoções indicando essa essência, mas examino os gatilhos emocionais que desencadeiam essas situações e em alguns casos indico ferramentas adicionais.

Nesse contexto, temos uma ferramenta que se destaca, ferramenta essa que de forma intuitiva, eu já aplicava durante minha adolescência e parte da juventude. Naquela época, costumávamos chamá-la de Diário, mas com o tempo, a prática evoluiu e hoje ela tem um enfoque terapêutico. Ao expressarmos nossos sentimentos no papel, estamos retirando da mente e do coração pensamentos tóxicos e curando feridas emocionais.

Diferentemente das cicatrizes visíveis que podem permanecer quando nos machucamos fisicamente, as feridas emocionais muitas vezes originadas de experiências passadas ou influências parentais como já mencionei, elas ficam registradas em nossa mente subconsciente. Não conseguimos apagá-las sem acessá-las conscientemente e transformá-las em algo construtivo.

Ao adotarmos abordagens terapêuticas, estamos dando a nós mesmos a oportunidade de nos observar com mais clareza, identificar áreas que podem ser aprimoradas e fazer os devidos ajustes. É um processo de crescimento e autodescoberta que nos permite ser a melhor versão de nós mesmos.

Tenho a grata satisfação de observar que muitas das minhas clientes, especialmente adolescentes, têm aplicado essa ferramenta e relatado resultados incríveis. Elas têm abraçado essa experiência, encontrando nela uma forma de olhar para suas vulnerabilidades tentando se compreenderem e a partir deste ponto encontrar estratégias para lidar com suas emoções, e o mais incrível conseguem perceber as suas próprias evoluções e eu sou imensamente grata ao Divino Criador em poder compartilhar esses conhecimentos com todas minhas clientes, alunos e agora com você.

Siga o passo a passo com determinação e consistência. À medida que você avançar, descobrirá gradualmente, por meio dessa ferramenta, como reconhecer suas emoções através da escrita e, a partir desse ponto, se expressar e se projetar no mundo de acordo com o que você considera adequado, sem perder sua essência. É um caminho emocionante de autodescoberta que aguarda por você.

Então vamos lá preparar papel e caneta e anote o passo a passo e depois por favor, venha aqui me dizer como foi sua experiência.

Escrita Expressiva

Encontre um local tranquilo e reserve um tempo adequado para sua prática

Escolha um caderno especial para essa finalidade e certifique-se de que você não será interrompida durante o processo.

Comece definindo sua intenção, pergunte a si mesma por que deseja iniciar esta prática e quais resultados espera alcançar refletindo sobre as emoções ou pensamentos que deseja confrontar, isso ajudará você a dar um propósito claro à sua escrita. Eu acredito, que quando nos responsabilizamos e adotamos ações proativas a nosso favor, os resultados tendem a ser mais eficazes.

Escreva sobre você sem censurar seus pensamentos ou sentimentos. Não se preocupe com gramática, estrutura ou coerência, expresse-se livremente deixando suas palavras fluírem como vierem à mente.

Se sentir resistência ou bloqueio, escreva sobre essa resistência, não há certo ou errado neste processo, pois o objetivo é olhar para a sua casa interna.

Neste momento, permita-me compartilhar a experiência de duas das minhas clientes. Quando elas começaram a escrever, relataram uma sensação de vazio em suas mentes, como se seus pensamentos fossem uma tela em branco. Este é um ponto importante a ser considerado, ao nos abrir e encarar nossas sombras, que são os nossos sentimentos e emoções, e nada emergir, isso pode ser um sinal de resistência a esse processo. Portanto, convido você a refletir sobre as possíveis razões por trás dessa resistência. Isso, por si só, já é um tema valioso a ser analisado.

Continuando, ao escrever, observe suas emoções com sinceridade. Identifique o que você está sentindo e por que está se sentindo dessa forma, claro que iríamos mais fundo neste processo, mas para isso é importante o suporte terapêutico para te ajudar no processo, portanto, neste momento, procure acolher amorosidade suas emoções, reconhecer os pontos que podem ser modificado .

Seja autêntica e não se sabote, este é um espaço seguro para você ser você mesmo e lidar com suas emoções de maneira honesta., aliás somente você é quem vai acessar essas informações. À medida em que escreve, você poderá encontrar emoções ou pensamentos que deseja liberar. Ao escrever sobre eles, permita que saiam de sua mente e do coração. Às vezes, essa simples ação pode ser transformadora em nossas vidas.

Após concluir este momento especial, reserve um instante para refletir sobre o que escreveu. Identificar insights ou padrões emocionais pode ser extremamente útil.

É importante lembrar que a prática da escrita expressiva é contínua e está sempre disponível quando você sentir a necessidade. No entanto, é crucial destacar que essa ferramenta não deve ser considerada um substituto das terapias convencionais. Em vez disso, ela é um complemento valioso para o seu processo de autoconhecimento e crescimento pessoal.

Quais os resultados que podemos obter ao aplicar esta ferramenta?

Esta é uma ferramenta simples, porém incrivelmente poderosa, que tem o propósito de auxiliar na identificação e liberação de emoções que muitas vezes guardamos internamente. Isso nos possibilita entender melhor quem somos por dentro, algo que muitas pessoas, sinceramente, não costumam fazer, concorda?

Portanto, sinta-se privilegiada por estar diante dessa oportunidade, pois como mencionei anteriormente, praticar regularmente essa técnica pode proporcionar uma sensação maravilhosa — o alívio emocional, bem como uma notável clareza mental. Sobretudo, pode ajudar na aceitação de sentimentos e emoções negativas, pois ao expressá-los no papel, você reconhece que essas emoções são normais e humanas, o que pode promover a autoaceitação e a compaixão por si mesmo.

Tenha certeza que adotar este novo padrão sua Criança Interior se sentirá profundamente feliz e, acima de tudo, imensamente amada. Isso porque você estará se libertando das memórias que a mantinham presa nesse calabouço emocional negativo.

Conte sempre comigo e boa prática.

Com carinho,

Picture of Êurenì RS Pálma

Êurenì RS Pálma

Terapeuta floral e professora de autodesenvolvimento, ajuda você a cuidar das emoções e alcançar objetivos.
Registro Internacional nº 02018.2181

Compartilhe com seus amigos.

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe seu comentário.

5 1 voto
Classificação do artigo
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Me siga nas redes sociais;

Posts Recentes

plugins premium WordPress
0
O que achou, por favor, comente.x